Segunda-feira, 01 de junho de 2020
11/02/2020 | 21:55 | Notícias |

VÍDEOS - Pilotos e amantes do motocross protestam contra desmonte da pista em Três de Maio

Os amantes do esporte Motocross e Velocross, dezenas de trilheiros e motociclistas, não aprovaram a atitude do Conselho Gestor do parque de Exposições de Três de Maio, que decidiu pela extinção da pista de motocross. Os organizadores do manifesto revelaram que diariamente a pista era usada por pilotos do município de Três de Maio e região, visando treinamento para participar de competições regionais e estaduais.

Em nota à imprensa eles destacam que a pista foi construída por muitas horas de máquinas e centenas de cargas de terra e agora de uma hora para a outra é destruída. O desportistas frisam que a pista sediou copas regionais de motocross e velocross, bem como, eventos do campeonato gaúcho, contando com grande público. Eles acrescentam que por muitas vezes pilotos e familiares dedicaram muitas horas de seu tempo para auxiliarem na organização dos eventos, bem como “arrumação” das entradas de saltos e curvas da pista.

PILOTOS QUE PARTICIPARAM DE COMPETIÇÕES EM TRÊS DE MAIO

Muitos pilotos deram shows de moto por aqui. Pilotos de nome como Gustavo Roratto, Gabriel Delaflora, que usavam o espaço diariamente para treinar. E os pilotos da casa como: Roggero Lasch, Cristiano Rasia, Marcelo Dahmer, Ricardo Zimermann, Joel Mezzeta, Everton Schiavi, Carlos Trulyo, Sidinei Rusch, Vinicios Waccholz, Lucas Neumann.

INDIGNAÇÃO

E onde vamos treinar nossos pequenos? Yuri Herpich, Isabela Mezzeta, Lucas Rusch e Álvaro Bender? Crianças entre cinco e oito anos? Teremos que nos deslocar para municípios vizinhos. É triste e vergonhoso, pensar que o Município de Três de Maio incentiva apenas o Futebol....nem uma outra opção de esporte se destaca aqui...o que sobra para os jovens? Não são todos que amam futebol...querem outras modalidades, como bicicross, basquete, motocross, tênis... nada nasce em Três de Maio e o pouco que desperta  é destruído pela ambição dos grandes que recebem total apoio dos governantes!!

FALTA DE DIALOGO

Os integrantes do Moto Clube Águia, reclamam da falta de dialogo e somente na na sexta, dia 7, o presidente da Funcap abriu o jogo e falou que a pista seria extinta, cujos trabalhos começaram no raiar o dia da segunda-feira, dia 10, para que não houvesse tempo de alguém se manifestar. E assim, uma pista ativa, com mais de quinze anos de existência foi extinta. Destacaram os integrantes do Moto Clube Águia.

No ano de 2019 quando questionamos sobre qual evento aconteceria na feira, conversamos com o Prefeito Copatti e este nos orientou que fizéssemos um CNPJ para que tivéssemos mais força legal para garantirmos a organização de eventos de nosso interesse. Hoje, ironicamente, temos CNPJ mas não temos Pista.

Na nota os pilotos e familiares, exigem que o município ofereça um novo espaço, bem como todos os serviços de maquinário necessários para a construção de uma nova pista. Caso contrário, só aumentará nossa certeza de que a Lei que deve incentivar todas as modalidades desportivas, que é a Lei estadual 13.924, inexiste em Três de Maio.

Deixamos, através destes itens, o Registro que o Moto Clube Águia de Três de Maio, continuará no aguardo. Esperamos que em breve tenhamos um retorno aos treinos aqui, na sede, no município.

CONSELHO GESTOR DO PARQUE DE EXPOSIÇÕES EMITIU UMA NOTA JUSTIFICANDO A EXTINÇÃO DA PISTA

O Conselho Gestor do Parque de Exposições Germano Dockhorn de Três de Maio, emitiu um comunicado à imprensa informando que a pista de motocross será extinta. A justificativa é que o espaço vai ser utilizado para comtemplar o setor do agronegócio que até o momento ocorre em uma área alugada. Conforme pesquisa de satisfação, os expositores e visitantes teriam reclamado do local em que o setor do agronegócio encontra-se com os maquinários agrícolas e equipamentos, bem como demonstração de culturas e novas tecnologias durante eventos como Expofeira e Expo Terneira.

A nota de esclarecimento frisa que como dentro do parque não há outra área que atenda as especificidades da exposição do agronegócio, tornou-se necessário utilizar a área antes destinada ao parque de diversões e ao motocross.
 

Fonte: No Ar Notícias

Clique na imagem para ampliar