Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024
Logomarca NO AR Notícias
13/12/2022

Cuidando da mente

A maioria dos problemas não são resolvidos pensando mais ou aprofundando as discussões. A imensa maioria dos problemas precisa de soluções rápidas com decisões simples. Do ponto de vista profissional este é um entendimento que visa agilizar as soluções e encaminhamentos nas organizações. Do ponto de vista pessoal, devemos entender que a solução de uma boa parte dos problemas será encontrada no silêncio. Ou seja, se está difícil resolver, é preciso dar uma boa respirada, se retirar para um espaço tranquilo e então, decidir.

 Você já ouviu a expressão “o problema nem sempre é o problema”? – É para lembrar que uma grande parte das dificuldades e da complexidade está somente na mente de cada um de nós. Há quem diga que apenas 1% de todos os problemas que a nossa mente identifica, realmente existem, pois na grande maioria das vezes o problema está na maneira que pensamos, ou que imaginamos que aquela situação afetará nossa vida.

Segundo os estudiosos do assunto, auto rejeição é quando as pessoas se sentem incapazes de fazer ou conseguir algo e por isso nem tentam. É preciso tentar mesmo quando pensamos que a oportunidade não está ao nosso alcance. Assim como é bem importante publicar mesmo quando o autor pensa que o conteúdo não é tão relevante aos outros quanto gostaria. Assim como é preciso enviar o email, a mensagem, fazer o contato, mesmo passando pela cabeça que não vão responder. A chamada auto rejeição nunca deve ser o empecilho das nossas iniciativas.

O passado, assim como o futuro também não devem atrapalhar nossas iniciativas. Quando as lembranças ruins vierem a tona, é preciso se perguntar se existe algo que possa fazer agora para mudar o passado ou melhorar o futuro. Se é possível fazer, faça imediatamente! Se a resposta for “não”, fique em paz e esqueça. É preciso agir ou deixar para lá, para não se automutilar mentalmente. O poder de cada um de nós está no presente. Mesmo ao pensar muito, o passado não muda, pois ele já aconteceu. A pior coisa que se pode fazer é ficar se martirizando pelo passado. Assim também é com o futuro, que não muda em nada, para quem pensa muito e em todas as possibilidades do que poderá acontecer. Dizem que o presente é chamado assim, pois aqueles que fazem as pazes com o passado, pensam menos no futuro e focam no agora, vivem a vida como um presente de Deus.

Os pensamentos determinam nossas atitudes, o que no conjunto, resulta na vida que temos. Por isso é preciso analisar os pensamentos, assim como a forma de pensar e agir diante de diferentes situações. Nossa mente tem facilidade em criar cenários ruins, o que resulta em nossas inseguranças, medos e preocupações. Antes de aceitar os pensamentos, antes de aprofundá-los, é preciso sempre verificar se aquela é a verdade completa, ou se estamos diante de uma situação em que a mente esteja pregando peças, por conceitos anteriormente aceitos.

Quer ficar mentalmente em paz? – Aceite determinadas situações e condições que não pode mudar. Por mais cenários que se possa criar mentalmente, o futuro não mudará, assim como por mais arrependido que estejamos, o passado obviamente não mudará. É preciso aceitar a imperfeição, a incerteza e o incontrolável. Ninguém é obrigado a entender, tolerar ou mesmo esquecer algo, mas quem quer ter a mente em paz, deve aceitar as condições da paz.

Sabemos que nossa saúde começa em nossa mente. Fazer exercícios, comer de forma saudável, manter exames em dia, seguir recomendações médicas, beber bastante água, pode não ajudar quem não estiver bem psicologicamente. Dizem que a saúde não se mede só em balanças, no tamanho da cintura, ou na textura da pele, mas também pela tranquilidade da mente.

Desejando mentes tranquilas e iluminadas aos amigos leitores, deixo um abraço e até a próxima!   

 

Leia mais em: www.gestaonegociosecia.blogspot.com

Cuidando da mente
Marcelo Blume

Consultor e proprietário da empresa REFERENDA CONSULTORIA

Marcelo Blume