Quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
PESQUISAR NO SITE
10/01/2018 | 21:55 | Notícias | Tradicionalismo

São Borja recebe título de Capital Gaúcha do Fandango

A música e a dança gaúchas deixaram o salão Alberto Pasqualini, no Palácio Piratini, ainda mais bonito. Integrantes de entidades tradicionalistas de São Borja abriram e encerraram a solenidade que deu ao município da Fronteira Oeste o título de Capital Gaúcha do Fandango. O governador José Ivo Sartori sancionou a lei nesta terça-feira (9).

O fandango é um estilo musical que surgiu na Península Ibérica (Portugal e Espanha), com forte influência árabe, e que há décadas faz parte da cultura do Rio Grande do Sul. Aqui, os gaúchos usam a palavra para se referir aos bailes nativistas, que misturam diferentes ritmos e danças.

O Projeto de Lei (PL) 91/2017 é de autoria do deputado estadual Lucas Redecker e foi aprovado pela Assembleia Legislativa por 45 votos a favor e nenhum contra, no dia 5 de dezembro de 2017. Sartori destacou o aspecto histórico da homenagem. "O fandango é uma forma de expressão da nossa cultura e da nossa história.

Fundada em 1682 pelos jesuítas e, atualmente, com cerca de 63 mil habitantes (IBGE/2015), São Borja tem a civilização mais antiga do Rio Grande do Sul e uma das mais antigas do Brasil. É a primeira cidade dos Sete Povos das Missões. Por ser o local onde nasceram os ex-presidentes Getúlio Vargas e João Goulart, também é conhecida como a "terra dos presidentes".

O cantor César Oliveira prestigiou a solenidade. Entre os artistas que se apresentaram, estava o 1º Guri Farroupilha 2017/2018, Pedro Ernani Dorneles Lago, do CTG Tropilha Crioula, de São Borja. Ele tocou uma das músicas favoritas do governador, "Oh de Casa!".

Fonte: Assessoria de Comunicação