Segunda-feira, 10 de dezembro de 2018
PESQUISAR NO SITE
10/07/2013 | 14:44 | Notícias | Agrícola

Argentinos criam trigo resistente à seca e solos salinos

Pesquisadores argentinos da UNL (Universidad Nacional del Litoral) desenvolveram trigo geneticamente modificado que é resistente à seca e tolerante a solos salinos. Para atingir o resultado, foi inserido o gene HAHB4, do girassol, que ainda confere tolerância ao ataque de insetos.

O estudo foi liderado por Raquel Chan, com parceria do Conicet (Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas) e patente concedida à Bioceres. “O desenvolvimento de variedades geneticamente modificadas de trigo e outros cultivares que suportem essas condições adquire uma importância fundamental em tempos em que o clima está cada vez mais propenso a alterações drásticas”, justificou ela.

A pesquisa já dura quase duas décadas, e agora obteve registro de propriedade intelectual. O gene do girassol que se adaptou ao “estresse” da seca e da salinidade foi isolado por pesquisadores do IAL (Instituto de Agrobiotecnología del Litoral). A tecnologia está sendo testada em campo – com resultados avançados – também nas culturas da soja e do milho.

“As experiências de campo evidenciam resultados melhores do que os esperados, e que podem chegar ao mercado em pouco tempo”, prevê Raquel Chan. Ela comenta que o processo de concessão de patente na Argentina demorou sete anos – dois a mais do que em outros países onde também foi registrada: Estados Unidos, Índia, México e China.
Produção: Leonardo Gottems
 

Fonte: Agrolink